segunda-feira, 6 de setembro de 2010

"Distancia"

Por momentos,a distancia de meses e de céu
Faz a gente ver diferente a mesma realidade
Não importam,tuas trapaças,teus gritos e teu ciúme
Pois apenas ficara teu amor para toda a eternidade

Será o pressentimento de que tudo vai terminar
Que me impulsa a escrever como se fossa e ultima vez
Será que a gente vai morrer, e que minha alma intuitiva
Hoje como uma despedida, apenas quer te querer

Não sei que coisa estranha me passa neste dia
Por que enquanto escrevo,não deixo de pensar
Que faz tanto tempo que te conheço
E apenas hoje resolvi te amar

Mas não existe nada mais triste,que a dúvida
Nem vida mais doce e cheia de poesia
Que aquela suave e triste melodia
Que se escuta no silencio de um entardecer

Postar um comentário