quarta-feira, 30 de setembro de 2009

"Exportação sem mistérios"

EXPORTAR E O QUE IMPORTA

Para exportar não existe necessidade
de qualquer alteração no contrato
ou no estatuto social da empresa.
As empresas que nunca exportaram
devem se credenciar junto ao Siscomex
Sistema Informatizado de Comércio Exterior,
onde terá que registrar
suas operações de exportação e/ou importação.
Não existe valor ou quantidade mínima para exportar,
mas o exportador deve avaliar os custos bancários,
de embarque, de despachante, etc,
pois dependendo desses valores
eles podem inviabilizar a exportação
de pequenas quantidades.
Desde o final do mês de abril, está autorizada
a opção de pagamento das exportações brasileiras
de bens e serviços em moeda nacional, ou seja, em reais.
Essa é a mais nova alteração realizada
na legislação cambial brasileira
que permite maior agilidade comercial,
menos burocracia envolvida
e redução de custos financeiros
com as operações de transferência de reais,
em particular para micro e pequenas empresas.
Pode-se ainda somar a isso
a maior previsibilidade de receitas,
face à possibilidade de se evitar
riscos cambiais em outras moedas.
Essa é uma demanda antiga
das micro e pequenas empresas.
Nesse sentido, ao se permitir o uso do real,
espera-se uma maior inserção internacional
de empresas de menor porte,
pois muitas delas se sentem inseguras
em calcular custos e preços em outras moedas.

CONSULTAS:
.Presser Assessoria técnica Aduaneira Ltda.
.Fone (53) 32651439.
.Fax (53) 32651102.
.E-MAIL 
presser@chuinet.com.br 
.MSN:  presserchui@hotmail.com













Postar um comentário