quinta-feira, 28 de outubro de 2010

"A Fenix"

A fênix (em grego ϕοῖνιξ)
é um pássaro da
mitologia grega e egípcia
que quando morria entrava em auto-combustão
e passado algum tempo renascia das próprias cinzas.

A lenda da ave Fênix
está relacionada com o antigo Egito
e com o culto ao Sol,
sendo que sua pátria era a Etiópia.
A ave vivia durante um período de tempo
Diziam que era de uma cor vermelha intensa
e as penas cor de ouro, Em sua honra,
lhe dedicaram um templo em Heliópolis,
que foi a cidade sagrada da Fênix,
Sentindo que o fim era eminente,
Fênix reunia plantas aromáticas, incenso,
amomo e formava uma espécie de ninho.
Uns asseveram
que ela mesma põe fogo em sua pira
ou a incendeia com seu próprio calor,
renascendo das cinzas uma nova Fênix.
Esta escolhe o cadáver paterno
e guarda-o num tronco oco de mirra.
Transporta-o, em seguida, para Heliópolis,
onde é cremado sobre o altar de Ra, o Sol.
Esta é a única oportunidade
em que ela visita o Egito,
Sua chegada a Heliópolis era triunfal.
Sobrevoava majestosamente a cidade ,
Pairava sobre o alto do Deus Ra
e aguardava a aproximação de um sacerdote,
que a comparava com a pintura existente
nos livros sagrados e só então o tronco
de mirra era solenemente cremado. 
Terminada a cerimônia,
a nova Fênix retornava a Etiópia,
até o cumprimento de um novo ciclo
para morrer e renascer,
já que este é o seu principal papel
renascer e criar a si mesma.
Símbolo da regeneração e da vida,
A fênix é a montaria dos imortais.
Tradução de um desejo inconteste
de sobrevivência e de ressurreição,
a mais bela das aves representa
 o triunfo da vida sobre a morte.

                                                      Stand By
*

Postar um comentário